Acidente em atividade com uso de nitrogênio

acidente com nitrogenioVocê pode não acreditar, mas apesar de convivermos com 78% de nitrogênio em nossa atmosfera, esse é um gás que pode matar de forma rápida e silenciosa.

O nitrogênio muitas vezes pode ser utilizado para purga em espaço confinado, tornando o ambiente dentro e ao redor asfixiante pela baixa concentração de oxigênio.

O video (a tradução não está muito boa, mas dá para entender a ocorrência) abaixo é o resultado de uma investigação pela CSB sobre um acidente em espaço confinado na Valero, onde dois trabalhadores perderam a vida.

  • RELATO DE UM CASE EM QUE ESTIVE ENVOLVIDO

Certa vez fui chamado para liberação de entrada em espaço confinado e os fatos que passo a relatar são verídicos, porém não vou citar a empresa e nem nomes. Estou fazendo isso para que os colegas usem como experiências em seu dia-a-dia  e estejam preparados para situações como essa que passei.

  • OS FATOS

Por volta das 9:30h de um domingo em que eu estava de plantão, fui chamado para fazer a liberação de entrada em um trafo.

  • ATIVIDADE A SER EXECUTADA

A atividade era simples: fazer fotos de um componente que estava com defeito. No entanto, exigia a entrada no espaço confinado de um fotógrafo que foi contratado para o serviço.

Na época não havia a NR33, porém a empresa já possuía procedimento para entradas em espaço confinado.

  • SITUAÇÃO DO ESPAÇO CONFINADO

Ao chegar no local encontrei o engenheiro chefe e o fotógrafo. Fui informado que havia sido utilizado um gás inerte (N2) no trafo. Fiz as avaliações e o aparelho acusou a presença de CO e níveis baixos de O2 devido a presença de nitrogênio. Informei que não era possível a entrada no espaço confinado naquelas condições.

  • RESISTÊNCIA

Imediatamente fui questionado pelo engenheiro e pelo fotógrafo, que me disseram que era questão de cinco minutos para fazer o serviço. Expliquei para eles em detalhes os efeitos do CO e do baixo nivel de O2, deixando claro que só seria possível a entrada utilizando ara mandado ou um conjunto de cilindro de ar respirável e máscara autônoma (para a entrada nesse tipo de espaço não é recomendado o uso do conjunto  pois é necessário tirar o cilindro das constas, devido a entrada não permitir a passagem com o cilindro).

Desta vez fui questionado sobre aos equipamentos, porém somente a equipe de resgate os possuía e, portanto de uso exclusivo para resgate.

Descontente com a situação o engenheiro ligou para o gerente geral da unidade, dizendo que “a segurança não está deixando fazer o serviço”, porém a resposta do gerente (creio eu, pois ele não falou), mas deve ter sido para obedecer a equipe de segurança.

  • CONCLUSÃO

Após a ligação para o gerente ele decidiu adiar o serviço. É interessante informar que o fotógrado que, antes insistia em entrar no espaço, após as minhas explicações sobre a situação, passou a dizer que era melhor deixar para outro dia (apesar de ele ter vindo de uma cidade a cerca de 400 km dali).

Outro dia escrevi que nós não precisamos discutir, temos que ter os argumentos certos e as evidências para comprovarmos o que estamos falando e assim podemos convencer até os mais exaltados.

Passei por essa experiência por duas vezes, mas foi um grande aprendizado para o resto de minha carreira como Técnico de Segurança.

Nesses momentos temos que ser firmes e não nos deixarmos vencer por pessoas que, por terem um nível hierárquico acima do nosso, acham que podem mandar em nós. Os procedimentos existem para serem obedecidos, seja pelo trabalhador ou pelo diretor da empresa.

E você? Já passou por situações parecidas? Deixe seu comentário abaixo!!!

Para saber mais sobre o nitrogênio clique aqui.





Darcy Mendes Darcy Mendes (772 Posts)

Técnico em Segurança do Trabalho, graduado em Gestão Ambiental e especialização em Prevenção e Combate a Incêndio. Nas horas vagas sou músico e professor de violino!!!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você é um robô? *