Dez dicas para se dar bem em um treinamento

Essas dez dicas para se dar bem em um treinamento são tão boas, que eu deveria vendê-las! Calma gente, eu to brincando! Vai ser de graça e ainda com a possibilidade de você ganhar esse lindo relógio!

Na verdade, eu nem sei se são tão boas assim, mas para mim deu certo. Vamos lá então:

1 – Conheça a fundo o assunto do treinamento:

Não estou dizendo para você saber de cor tudo que vai falar. Decorar leis e datas é um tanto difícil, mas se vai ter que citar algumas delas, então escreva na sua apresentação. O que você precisa saber, e  isso é primordial, são os pontos principais da lei ou norma.

2 – Faça uma boa apresentação em power point:

Se você não sabe trabalhar direito com essa ferramenta, então precisa aprender, pois é a base para um bom treinamento. Eu sou do tempo das transparências, projetor de slides, cartazes e até álbum seriado (hoje está bem mais fácil). 

Veja essas dicas para elaborar uma boa apresentação: DICAS PARA NÃO FAZER FEIO EM SUAS APRESENTAÇÕES COM SLIDES 

3 – Conheça bem o local e os recursos da sua apresentação

Se for a primeira vez que vai realizar o treinamento, então precisa visitar o local e conhecer os recursos instalados/disponíveis, pois assim poderá planejar a distribuição dos treinandos na sala e quais recursos utilizar.

4 – Cuidado com o power point em excesso

Um bom treinamento não é feito só de power point. Utilize outros meios para incentivar a participação dos treinandos. Nos últimos tempos tenho passado mais de 80% do meu trabalho em sala de treinamentos e isso pode ser muito cansativo, tanto para o instrutor, quanto para os treinandos, se ficarmos muito preso à apresentação. Use de sua criatividade e se possível, inclua partes práticas em seus treinamentos. 

5 – Arrogância demais atrapalha, assim como a humildade demais, também:

Arrogância – Na maioria dos treinamentos tem alguém que conhece o tema, então cuidado para não se achar o dono da verdade. Compartilhe os seus conhecimentos e deixe claro que tudo que você está falando está de acordo com as diretrizes da empresa/lei/norma. Ou seja, não é sua opinião (se for dar uma opinião, abra aspas no que está falando e emita sua opinião e então volte à apresentação). Permita que todos participem e explore aqueles que demonstram conhecer o tema.

Humildade – Ser humilde é sempre bom, mas cuidado para não ficar a toda hora dizendo que está ali para aprender; que tem gente ali que sabe mais que você (não cometa nunca esse erro, mesmo que seja verdade). Certa vez fui fazer um treinamento sobre proteção auditiva e depois proteção respiratória, ou seja, fiquei quase duas horas falando. Ao final fui aplaudido de pé pelos presentes; a maioria com cargo de supervisão e o gerente da área fez questão de estar presente. Agi com humildade porque sabia que todos ali já conheciam o tema de cor  e salteado, mas em nenhum momento deixei de demonstrar que conhecia detalhes da área em que eles trabalhavam. Ao final, acabei falando as mesmas coisas de todos os anos, mas de modo diferente. 

6 – Horários

Chegue sempre antes dos treinandos. Eu recomendo meia hora antes. Assim, se houver alguma surpresa, ainda dá tempo de se organizar.

Ao iniciar o treinamento (se for um treinamento de longa duração), discuta com os treinandos os horários de café, almoço e término do treinamento.

7 – Regras

Todo treinamento deve ter regras, tais como: uso de celulares, banheiro, conversas paralelas (evitar), perguntas (durante ou no final), enfim – essas regras devem estar prontas em um dos primeiros slides, mas é importante que todos concordem com elas. Depois de apresentar as regras, pergunte se todos concordam e se alguém tem algo a acrescentar. Só depois,”feche o contrato” com os participantes.

8 – Brincadeiras

Cuidado com as brincadeiras! Mesmo que você conheça muito bem algum dos participantes, jamais o trate como se estivesse em uma festa ou no campo de futebol. Nesse momento essa distância deve ser mantida, para o bom andamento do treinamento. Não chame ninguém por apelido, a menos que ele escreva em sua identificação o apelido ( eu costumo deixar em aberto para que eles escrevam em seus crachás de treinandos o nome que gostam mais – alguns preferem o apelido). 

9 – Agradecimentos

Ao final do treinamento agradeça a participação de todos e deixe seus contatos. Faça um formulário de avaliação do treinamento, incluindo a avaliação do instrutor (isso é muito importante para seu aprimoramento).

10 – Esse é com vocês!

A brincadeira é o seguinte: participem escrevendo nos comentários as suas dicas. Fiquei sem inspiração e preciso de ajuda para terminar essa postagem.

No dia 30 de Setembro escolherei as cinco melhores dicas e deixarei uma enquete aqui no Blog para escolhermos o vencedor e, portanto, ganhador do prêmio!

IMPORTANTE:

ESSA PROMOÇÃO JÁ TERMINOU, MAS TEM OUTRA PROMOÇÃO ROLANDO NO TEM SEGURANÇA:

CLIQUE AQUI E CONCORRA A UM DECIBELÍMETRO!

Compartilhe no Facebook!

Darcy Mendes Darcy Mendes (772 Posts)

Técnico em Segurança do Trabalho, graduado em Gestão Ambiental e especialização em Prevenção e Combate a Incêndio. Nas horas vagas sou músico e professor de violino!!!


29 thoughts on “Dez dicas para se dar bem em um treinamento

  1. Darcy, uma das dicas interessante para um bom treinamento ou palestra por experiência própria é você ter o conhecimento do assunto e ainda ter informações periférica dos mesmos, para que possa enriquecer sua apresentação caso contrário sua apresentação pode ficar muito mecânica e repetitiva.

  2. Darcy a dica e sempre do final do treinamento haver um sorteio com brindes de segurança livros, agendas. Sempre voltado para o tema Segurança do Trabalho isso estimula o funcionario a fazer propaganda na empresa sobre o livro que leu a respeito de segurança no trabalho e anotações de segurança na agenda.

  3. Amigo Darci, muito boa a sequencia elaborada em sua postagem, e como sugestão ao item "10" creio que seja de grande valia salientar nos eventos as iniciativas das empresas ou instituições em promover as atitudes em SST afinal nos processos de amadurecimento neste segmento estas que adotam e incentivam seus funcionários merecem ter seus méritos por fazer bem seu dever de casa, dessa forma valorizando o investimento realizado bem como servindo de referencial positivo no contexto empresarial, ou seja no mesmo momento protegendo seus trabalhadores e produzindo marketing positivo.

    Marcelo Garcia Gouvêa
    Fiscal de Operações de Segurança
    Rio Grande – RS

  4. Que tal incluir videos sobre o tema, desde que não seja muito longos e de preferencias informativos do que traumatizantes com acidentes, mortes violentas, etc..

  5. Muito bom Darcy, tem uma dica que aprendi quando fazia palestra sobre trânsito Seguro para adolecentes do ensino médio. A dica é a seguinte: Sempre tem algum engraçadinho que fica tentando tirar a tenção dos outros da nossa palestra, nesse caso devemos identificar e sempre que possivel solicitar a ele um exemplo de algo que estamos falando. Ele vai querer sumir.

  6. Bem Darcy, como sempre os assuntos que você aborda e redige são excelente e nos ajuda muito no dia-a-dia. Gosto muito do seu ponto de visão.
    Mas é valido lembrar algumas dicas quando irá fazer um a apresentação / treinamento, como:
    -Vestimentas – usar sempre trajes formal, não investir em trajes ousados ou que está na moda. Não é necessário usar um terno, a não ser que sege preciso;
    -Cuide de sua aparência – uma barba bem feita e um cabelo bem penteado causa uma boa impressão;
    -Cuidado com o vocabulário – você não precisa ser um bacharel em português, você deve falar a linguagem do público, mas o uso de muitas gírias pode dar uma outra aparência ao seu treinamento ou apresentação;
    -Cronometre o seu tempo – tente ser o mais pontual possível com a hora de começar e terminar. Lembre-se, 5 minutos são sempre toleráveis mas o comprometimento com o horário é primordial;
    -Tenha uma boa dicção – procure falar corretamente e de vagar, de forma com que todo entenda o que fale e preste atenção. Se você falar muito de vagar, pode ter certeza que algumas pessoas irão dormir. Apresentar seu treinamento em frente a um espelho ou a uma câmera ajuda você a encontrar o ritmo certo;
    -Procure não repetir muito algumas palavra – É comum em treinamentos repetirmos sempre uma palavra como "tá", "né", "certo"… (igual aquelas crianças quando vão contar uma história, ficam toda hora repetindo, "e aí" ele foi lá, "e aí" ele entrou, "e aí"…"e aí"…" e aí"…). Tente se policiar e não jogue a responsabilidade ao público como um "entendeu?", jogue a responsabilidade em você, um "fui claro?, alguma dúvida", ajuda muito.

    Pode até parecer besteira, mas estes pontos da uma outra cara a sua apresentação.

    Acredito que esses pontos são importante para uma boa apresentação / treinamento, os demais pontos nosso amigo Darcy já explanou muito bem acima.

    É isso ai pessoal…
    Abraços
    Guilherme Carvalho

  7. Parabéns Darcy, ótimo post.
    Outra dica: Usar diferentes tons de voz e gestos para ilustrar o que está falando: Por que tem pessoas, que prestam mais atenção no que falamos e outras, a maioria, nos nossos gestos.

  8. Olá Darcy.
    vejo algumas apresentações e observo pessoas permitindo que o slide o domine e não deve ser assim,apresentadores q devem mandar no slide….exemplo: não ficar olhando para o slide,isso mostra tendo o domínio no assunto que está sendo emitido. outro problema grave,textos em slide. sempre colocar imagens e tópicos.

  9. Acredito que seria importante colocar alguns videos explicativos e de preferencia videos divertidos, tambem é legal interagir de forma saudavel com o publico e evitar muitos termos tecnicos para facilitar o entendimento e evitar sono dos participantes.
    Forte abraço a todos.

  10. Quebra Gelo – Trazer uma dinâmica relacionada ao assunto traz o grupo pra perto do palestrante, cativa o grupo e prende a atenção dos alunos durante todo o resto do treinamento. Além de ser uma forma de descontrair mantendo a distancia da dica 8.

  11. o ideal é irmos por tópicos, escrever vários tópicos assim o resto a memória trás e evita que esqueçamos de algo importante à ser falado.

    Queria abrir uma aspas, pois colocar apelidos no crachá é uma coisa a ser pensar rs pois a mente do pessoal voa muito, certa vez trabalhei em uma obra de construção cívil e forneci capas de chuva para todos falei que era pra guardarem e marcarem pois isso era um EPI, enfim coisas de praxe. No dia seguinte o colaborador colocou nas costas da capa em letras garrafais com tinta o apelido "PICA" rs ai fica meio complicado né rs imagina isso em um crachá rs.

  12. Boa noite Darcy.
    Uma dica que ajuda bastante nos treinamentos:
    – Realizar uma análise diagnóstico da turma no ínício da capacitação.
    Isso auxilia a identificar o perfil da turma o que possibilita utilizar exemplos do cotidiano deles, o que amplia consideravelmente a absorção do conhecimento.

  13. Dica de apresentação:

    Não confie na memória – Leve um roteiro como apoio assim, diante da platéia, leia a frase e a seguir comente a informação, ampliando, criticando, comparando, discutindo, até que essa parte da mensagem se esgote.

    Att,
    Adeíson Ribeiro Cassimiro.

  14. Olá Darcy! Acredito que você disse tudo, e disse muito bem. As demais questões se referem a que e a quem se destina o treinamento e cada caso é um caso. Em um treinamento temos tambem que ter total dominio sobre postura de treinador porque muitas vezes acontece da turma desviar o assunto para outros que não tem nada a ver com o assunto. Parabens pela postagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você é um robô? *