Dicas de saúde – analgésicos ou antitérmicos

Dicas de saúde – O que você deve saber sobre analgésicos.

 Até o século XIX, não existia um medicamento específico para aliviar a dor. Nossos tataravós simplesmente tinham que suportar as dores mordendo um pedaço de madeira.
 
Hoje, já é possível comprar sem receita médica um medicamento para aliviar a dor ou abaixar a febre. Entretanto  como todo medicamento, os analgésicos/antitérmicos são eficazes e quase livres de efeitos colaterais, desde que ingeridos sem abuso e por curto período de tempo.
 
De maneira geral, todo analgésico também é antitérmico. Ou seja, todo medicamento que proporciona alívio das dores, também tem a capacidade de abaixar a temperatura do corpo. Contudo, é importante ressaltar que nem todo analgésico/antitérmico também é antinflamatório (reduz inflamações) ou antiespasmódico (indicador dos espasmos e cólicas).
 
Lendo atentamente as indicações que constam nas bulas de todo analgésico ético ou solicitando orientações médica, você ficará sabendo quais são os analgésicos que, além de antitérmicos, também são antinflamatórios e antiespasmódicos.
Darcy Mendes Darcy Mendes (772 Posts)

Técnico em Segurança do Trabalho, graduado em Gestão Ambiental e especialização em Prevenção e Combate a Incêndio. Nas horas vagas sou músico e professor de violino!!!


4 thoughts on “Dicas de saúde – analgésicos ou antitérmicos

  1. Com certeza esses remédios vendidos sem receita médica, apesar de quase não ter efeitos colaterais, podem sim, causar transtornos caso sejam ingeridos em grande quantidade.Como lembrou o Nelson, automedicação é muito perigoso!

  2. Principalmente ressaltar que a maioria dos funcionários da construção por as vezes trabalhar demais acabam trazendo esses tipos de remédios para o trabalho para se alto medicar, podendo causar desconforto e ate uma situação mas grave, colocando o empregador em uma situação difícil, por isso é importante fazer a concientização sobre o uso de medicamentos!

  3. Nelson e Antonio, os remédios são uma preocupação constante de quem trabalha com prevenção, pois são muitas as pessoas que se auto medicam. Isso pode gerar riscos escondidos e que dificulmente nós percebemos.Vale sempre alertar nos DDS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você é um robô? *