Cinco dicas para manter a segurança no trabalho em altura

Veja estas cinco dicas para manter a segurança no trabalho em altura Cinco dicas para manter a segurança no trabalho em altura

A grande maioria das profissões são exercidas em terra firme, porém, existe também o importante trabalho feito nas alturas. Nesses casos, os profissionais precisam ter bastante experiência e devem ser treinados para lidar com o risco e a adrenalina. Além disso, manter a segurança reforçada é essencial para quem trabalha na altura, pois existem muitos perigos envolvidos durante o trabalho, mas que podem ser evitados quando todos os acessórios de segurança recomendados são utilizados.

É importante ressaltar que se o profissional que trabalha em locais altos não estiver bem seguro, utilizando os equipamentos corretos, o risco de ocorrer sérios acidentes é ainda maior. As quedas, por exemplo, são as principais causas de morte em construções feitas nas alturas no Brasil. É necessário dar atenção desde o planejamento, montagem e utilização de todos os equipamentos, bem como, aos acessórios de segurança obrigatórios.

Para evitar os riscos de acidentes e manter a segurança de quem trabalha na altura, preparamos cinco dicas que vão ajudar a entender a importância de seguir as regras de segurança e usar os equipamentos devidos quando se trabalha nessa área. Dessa maneira os acidentes podem ser evitados, uma vez que todas as medidas preventivas de segurança no trabalho em altura, que são extremamente necessárias, são tomadas.

1- Treinar e capacitar os funcionários em segurança no trabalho em altura é dever da empresa, o treinamento conta com conteúdo teórico e prático e a programação deve ter no mínimo oito horas. Também é importante implantar medidas de segurança para os colaboradores e executar a análise de risco antes que a atividade tenha início. É imprescindível exigir exames e avaliação que fazem parte do Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional – PCMSO.

2- Equipamentos de Proteção Individual, conhecidos como EPIs, são indispensáveis para segurança dos trabalhadores, como por exemplo: capacete; cinto paraquedista, anel de fita, luvas, acessório para ancoragem, ascensor de punho, cordas e magnésio. Estes são alguns dos equipamentos fundamentais para quem trabalha com altura ou outras atividades de risco.

3- Realizar supervisão antes e durante a execução de cada trabalho, sendo que todos os procedimentos de segurança no trabalho em altura devem ser documentados e colocados à disposição dos responsáveis pela inspeção. Também é vital seguir um procedimento operacional para as atividades rotineiras de trabalho em altura, e além de documentá-la, as atividades devem ser divulgadas, conhecidas e entendidas por todos os trabalhadores e pessoas envolvidas no projeto.

4- Toda empresa do segmento deve atender às normas técnicas vigentes, às orientações dos fabricantes e aos princípios da redução do impacto e dos fatores de queda. Um ponto vital é sempre se atualizar quanto às normas vigentes para que o trabalho esteja de acordo com a regulamentação. Também é importante verificar se o equipamento usado para trabalho em altura está conservado e inspecionado.

5- A empresa deve preparar a equipe para situações reais de risco. Simulações de acidentes durante o treinamento mantém a equipe preparada para tomar as decisões mais adequadas em situações de emergência. Caso aconteça qualquer situação de risco, o trabalho deve ser interrompido até que todos os problemas de segurança tenham sido resolvidos.

Essas dicas constam em normas regulamentadoras e podem ajudar na prevenção de acidentes de trabalho que envolvem altura (toda atividade de trabalho realizada a dois metros acima do solo, que oferece risco de queda, é considerada trabalho em altura). Essas normas devem ser divulgadas e seguidas para que os riscos diminuam cada vez mais. Conheça algumas dessas normas obrigatórias a seguir:

  • NR35 (Normas e Regulamentos Aplicáveis ao Trabalho em Altura);
  • NR6 (Equipamento de Proteção Individual – EPI);
  • NR7 (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional – PCMSO);
  • NR18 (Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção).

De acordo com a Norma Regulamentadora do trabalho, qualquer empresa que não cumprir a legislação trabalhista estará sujeita a multa. Ao realizar qualquer trabalho em altura é obrigatório estar dentro das normas para garantir total segurança aos funcionários, a nossa loja, Polifitema, por exemplo, oferece equipamentos adequados para esse tipo de trabalho, como os cinturões para trabalho em altura. Saiba mais sobre o produto, clicando aqui.

Darcy Mendes Darcy Mendes (786 Posts)

Técnico em Segurança do Trabalho, graduado em Gestão Ambiental e especialização em Prevenção e Combate a Incêndio. Nas horas vagas sou músico e professor de violino!!!


2 thoughts on “Cinco dicas para manter a segurança no trabalho em altura

  1. Olá Darcy boa tarde, obrigado por sempre nos informar e orientar com excerlentes conteúdo relacionado a saúde e segurança no trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *