Esteja preparado para o inesperado

É melhor estar preparado para algo que não vai acontecer, para não acontecer algo para o qual não estávamos preparados
Vemos diversas campanhas de trânsito onde é recomendado aos motoristas que dirijam de forma defensiva, argumentando que não é suficiente estar atento apenas aos sinais de trânsito, mas também estar ciente das manobras de outros motoristas, pedestres, motociclistas, ciclistas e outros, não esquecendo as condições da estrada e condições do tempo; notar que o veículo deve ser conduzido de tal forma que, se o outro faz alguma manobra imprudente, nós consigamos evitar o acidente.

Esteja preparado para o inesperado

No trabalho
A mesma ideia tem aplicação no trabalho diário e em qualquer situação fora dele. Temos de estar preparados para quando um colega esquece algo no caminho, não coloca um anteparo ao esmerilhar uma peça, etc. Em outras palavras, devemos nos cuidar e também cuidar dos nossos colegas de trabalho.

Regras de segurança
Não é suficiente conhecer e observar as regras de segurança, temos de estar preparados para perigos e riscos inesperados. Pode haver condições perigosas que ocorrem sem aviso prévio.

Veja um exemplo:
“Um trabalhador estava se dirigindo para sua área de trabalho que estava em outro prédio e parou para falar com o motorista de um caminhão. O operador de uma empilhadeira que transportava um tambor nos garfos teve que parar de repente, para não atropelar o trabalhador que apareceu inesperadamente. O tambor escorregou e rolou, bateu no trabalhador, que foi prensado entre o tambor e o caminhão. O resultado foi uma lesão facial, uma costela quebrada e uma perna ferida.

O que havia de errado?
Neste evento havia três coisas erradas: o barril não deveria ser transportado no garfo da empilhadeira. O operador da empilhadeira admitiu que sua mente estava nas próximas férias, enquanto o acidentado deveria ter seguido pelo caminho preferencial e não atravessar naquele ponto, onde não poderia ser visto. Vemos que cada um dos atores deste evento não parou para pensar na atividade que estavam realizando e, assim,  tomar uma medida defensiva contra o inesperado.
Daí a importância da Avaliação de Risco antes de executar qualquer atividade, por mais simples que seja. Agindo assim, estaremos nos preparando para os riscos inesperados. Mantenha seus cinco sentidos em seu trabalho e antes de tomar qualquer ação, considere os riscos a que pode estar exposto e assim tomar mas ações para minimizar as chances de ser ferido ou ferir alguém.

Gostou deste artigo?

Então inscreva-se GRÁTIS para receber todas as novidades no seu e-mail!

Coloque seu email abaixo e clique em Assinar

 

Darcy Mendes Darcy Mendes (772 Posts)

Técnico em Segurança do Trabalho, graduado em Gestão Ambiental e especialização em Prevenção e Combate a Incêndio. Nas horas vagas sou músico e professor de violino!!!


2 thoughts on “Esteja preparado para o inesperado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você é um robô? *