Os motociclistas, a perda auditiva e a empresa

Os motociclistas, a perda auditiva e a empresa

Os motociclistas estão dominando o trânsito, mas correm um risco oculto

Os motociclistas, a perda auditiva, a empresa…um assunto que merece atenção. Devido à grande dificuldade que nossos sistemas de transportes urbanos oferecem, a maioria dos trabalhadores tem procurado outras alternativas para seguir até seu trabalho. A motocicleta passou a ser um dos meios de transporte mais utilizado, tanto para deslocamento até o trabalho, quanto para execução de algumas tarefas. 
Levando em consideração que muitos motociclistas gostam de curtir o ronco de suas máquinas enquanto pilotam, podemos concluir que a exposição ao ruído pode afetar sua audição.
De acordo com estudo do National Institute on Deafness and Other Communication Disorders (Instituto Nacional de Surdez e Outras Doenças de Comunicação), dos EUA, uma moto emite ruídos em torno de 95 decibéis (dB). Especialistas são unânimes em afirmar que ruídos acima de 85 dB podem causar alterações na estrutura interna do ouvido e perda permanente de audição; e o problema é mais agudo quanto maior for o barulho e o tempo de exposição do piloto a esse excesso de ruído. Como efeito de comparação, uma conversação normal atinge 60 dB.
Apesar de o capacete oferecer alguma barreira, a fonoaudióloga Isabela Gomes, da Telex Soluções Auditivas, alerta para a importância do motociclista se prevenir usando protetores de ouvido. “Os protetores reduzem o volume excessivo. Quem usa não deixa de ouvir o som ambiente. É uma forma de proteção eficaz para preservar a audição”. Os protetores são moldados de acordo com a anatomia do ouvido de cada pessoa. São feitos em dois modelos: o que diminui em 15 decibéis o barulho ambiente e outro que reduz em 25 decibéis.
Nesse ponto o alerta é para que as empresas passem a se preocupar com a prevenção fora da área de trabalho, seja através de campanhas ou acrescentando em seu treinamento obrigatório esse tema de extrema importância.
Outro grave problema é o uso de aparelhos, como MP3, enquanto se dirige, um hábito de muitos pilotos de moto. “Além do barulho da moto, o piloto ainda está exposto ao barulho da música que pode atingir mais de 100 decibéis, causando danos ainda mais graves. Nesses casos, o problema pode chegar mais cedo. Por isso, a prevenção é muito importante”, diz a especialista Isabela Gomes.
Darcy Mendes Darcy Mendes (772 Posts)

Técnico em Segurança do Trabalho, graduado em Gestão Ambiental e especialização em Prevenção e Combate a Incêndio. Nas horas vagas sou músico e professor de violino!!!


One thought on “Os motociclistas, a perda auditiva e a empresa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você é um robô? *